quarta-feira, 22 de abril de 2009

Em cena, 'Labiata' de Lenine aflora com gingado.


Opinião de show
Título: Labiata
Artista: Lenine (em foto de Rê Araújo)
Local: Sesc Interlagos - São Paulo
Data: 21 de abril
Cotação: ****

Nem a garoa, nem o frio, nem nada! Nada tirou o fiél público que foi conferir na tarde de 21 de abril de 2009 a passagem do show Labiata do Lenine no Sesc Interlagos. O show, patrocinado pelo projeto Natura Musical, faz parte do circuito Sesc que o levou a shows em Sescs de Araraquara, Itaquera, Santo André e Interlagos.
O show aflora com muito gingado e suingue, perceptíveis logo na canção de abertura,
"Martelo Bigorna" (o atual tema da novela Caminho das Índias, exibido pela Rede Globo). "Lá e Lô" (a segunda canção do primeiro dos dois blocos do show) deu o tom do show que, sem demora, começou a ganhar mais gás. Temas como "Samba e Leveza", "Ciranda Praieira" e "A Mancha" pautaram o momento mais leve do show, onde, com muito swingue, Lenine prendeu a atenção do público que lotou o campo aberto para ver o show, o qual voltou a ganhar força no rock "Excesso Exceto".
Entre temas menos inspirados como "Magra", o show conseguiu manter a estética inteligente e elegante, sobre tudo quando Lenine deixa o palco no fim do primeiro bloco e cede espaço para que o baterista Pantico Rocha apresente canção de sua autoria, a irregular "A Visita".
O segundo bloco se inicia mais frio com a bela balada
"É o que me Interessa", a canção que fez parte da trilha sonora da novela global A Favorita, e por isso mesmo a canção mais conhecida do último disco solo do cantor (aliás, grandes pontos altos dos dois blocos são as baladas, o primeiro bloco teve como destaque a bela balada "Lá vem a Cidade"), dando lugar a temas mais turbinados e suingados, como "O Céu é Muito", "Lavadeira do Rio", a interessantíssima "É Fogo" (que arrancou gritos efusivos da platéia - como o show inteiro) e, um dos melhores momentos, "Do It" (reconhecível já nos primeiros acordes), a canção propagada na trilha sonora da novela Belíssima exibia pela Rede Globo. Antes do fim, Lenine ainda entoa em comunhão com o público a balada "A Rede", para então encerrar o show com belo anticlímax, onde apresenta os músicos da banda (a medida em que apresenta um este se retira de cena) e entoa à capella a bela balada "Continuação".
Ao voltar a cena (com o público já efusivo), o cantor entoou
"O Atirador" e "Hoje eu Quero Sair Só" (com maior efusão no segundo tema), saindo do palco totalmente ovacionado e, atendendo a pedidos, voltando logo em seguida para um segundo e último BIS dado ao som de "Alzira e a Torre", linkada a "País Tropical", "Me Deixa em Paz" e "Me Deixa" encerrando o show de maneira efusiva e estondiante e saindo do palco ignorando os pedidos do público pelas baladas "Paciência" e "Jacks Soul Brasileiro".
Pequenos pontos a parte, Lenine conseguiu fazer sua "labiata" florescer com perfeição, suingue e muito gingado em cena. Valeu.

2 comentários:

Adriano Sorona disse...

Lenine é mara!

Carine disse...

Nossa! Com todas essas informações deu para perceber que o show foi maravilhoso. Espero ter uma nova oportunidade de assistir a esse show. Lenine é ótimo!