domingo, 28 de setembro de 2008

Picnic da vovó continua enxuto


Opinião de show
Título: Picnic
Artista: Rita Lee
Local: HSBC Brasil – São Paulo
Data: 27 de setembro
Cotação: *** ½


“Eu pago pra não sair de casa e vocês pagaram para que eu saísse, afinal preciso de grana para comprar material novo!”, brincou Rita Lee na volta de seu show Picnic a São Paulo com o fato de seus equipamentos de sua turnê. O show da vovó continua enxuto, assim como a própria “Santa”.
Aberto com
“Flagra”, o show (que comemora os 40 anos de carreira da cantora) desfiou um roteiro de sucessos logo no primeiro bloco, apresentando canções como “Nem Luxo, Nem Lixo”, “Saúde” e “Mutante”. O bloco inicial também abrigou a primeira surpresa da noite, após apresentar a guitarra “gracinha” dada de presente á Rita por Hebe Camargo, a cantora fez uma homenagem às mulheres, num medley a vovó entoou “Cor-de-Rosa Choque” e “Todas as Mulheres do Mundo” (sempre com belas imagens no telão, que servia de cenário para o belo show).
O bloco de sucessos serviu direitinho para deixar o público no bolso da roqueira, deixando-a totalmente á vontade para apresentar o inédito rock
“Tão” (canção inspirada nas pessoas chatas, como diz seu refrão). Com seus (impensáveis) 60 anos de vida, a cantora pula e canta no palco como uma garotinha de 10 anos. Os destaques da noite foram as versões das canções “Vingativa” (música gravada no primeiro LP do grupo As Frenéticas que, aliás, contou com a participação especial de uma fã no palco) e “I Want a Hold your Hand”, a canção dos Beatles virou “O Bode e a Cabra” em ritmo de forró arrastado.
Fosse solando no teremim em
“Doce Vampiro”, fosse “matando” a backing Déborah Reis em “Vítima” (aliás, Déborah abriu o show num espetáculo à parte, num número digno de cabaré’s dos anos 50/ 60)... Rita (en) cantou seu público que não estava nem aí para o fato de canções como “Corre-Corre” e “Ôrra Meu” não estarem no roteiro. As últimas duas canções, antes do BIS, causaram a efusão da platéia que já estava em peso na frente do palco (e estava sendo bombardeada por gelo de fãs que não conseguiram “um lugar ao sol” perto da rainha), “Ovelha Negra” e “Agora só Falta Você” foram canções que deixaram o público (que superlotou a casa) na mão da vovó. O BIS foi dado ao som de “Ando Meio Desligado” e “Mania de Você” (unidos num medley), “Banho de Espuma” (a surpresa da noite), “Erva Venenosa” e, pra encerrar, “Lança Perfume” unida á marchinha de carnaval “Chiquita Bacana” (só para ressaltar o tom festivo da Santa).
Enfim, remontado sobre o ar jovial de seu público, o Picnic da vovó Rita soou mais novo que nunca. Valeu.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Bethânia remonta 'Brasileirinho' em noite nobre


Destaque dentro da discografia de Maria Bethânia, Brasileirinho (2003) gerou show comovente e sedutor na medida em que era apresentado. O show foi lançado em DVD e, agora, está de volta. Em show em prol da angariação de fundos para a construção do Hospital Pro Criança, da ONG Pro Criança Cardíaca, a cantora lotou o Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Com excessão de Nana Caymmi (em reecesso de luto pela morte dos pais) e Denise Stoklos (essa, substituida por Renata Sorrah), o show trouxe de volta todos os convidados das apresentações originais, dentre eles estavão Miúcha, os grupos Ukati e Tira Poeira e o poeta Ferreira Gullar.

O show será reapresentado no final do ano em temporada popular no Canecão (Rio de Janeiro). Vale aguardar.

Kelly grava hit de Fernanda em tom pueril


Já com o aval da cantora Fernanda Abreu e com a faixa "Você pra Mim" inclusa no repertório do seu primeiro disco de inéditas na Som Livre (nas lojas esta semana), Kelly Key não conseguiu reeditar o sublime tom da canão gravada no primeiro disco de Fernanda Abreu, o Sla Radical Dance Disco Club em 1990.
Kelly regravou a música
"Você pra Mim" com tom pueril, sua voz deu um tom banal à canção de Fernanda, a qual deu seu aval para a gravação da cantora. A canção pareceu ser feita por uma garota de apenas 12 anos, já que a voz (exageradamente) adocicada da cantora não conteve todo o erotismo implicito na letra de Fernanda Abreu. A canção já está disponível para download.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Agenda


Eis a minha modesta agenda (tô chique... cumprindo agenda, que maravilha rs):

SETEMBRO

Data: 28 de setembro
Local: Shopping Anália Franco, São Paulo – SP
Evento: EVENTO


OUTUBRO

Data: 04 de outubro
Local: Auditório Ilza Cintra – Educandário Allan Kardec, São Paulo – SP
Evento: Formas Poéticas – evento de comemoração de 10 anos do Colégio
EVENTO FECHADO

Data: 18 de outubro
Local: Palmital, São Paulo – SP
Evento: peça Estado Gasoso
Horário: 20:00


NOVEMBRO

Data: 15 de novembro
Local: Monteiro Lobato, São Paulo – SP
Evento: peça Estado Gasoso
Horário: 20:00

Data: 22 de novembro
Local: Sepej, São Paulo – SP
Evento: peça Família Pra Quê? (evento a confirmar)


DEZEMBRO

Data: 06 e 13 de dezembro
Local: São Paulo – SP
Evento: projeto “Rascunhos”
EVENTO FECHADO


agenda sujeita a alterações...

Cancelada estréia da idéia.


A Idéia - Um Pouco de Calor, esse seria o nome estipulado para marcar a estréia do meu monólogo, porém, por problemas irredutíveis no escritório da empresa que patrocína o espetáculo, as apresentações foram canceladas e remarcadas para o final do ano. Inicialmente agendadas para 04, 11 e 25 de outubro no Teatro das Artes (São Paulo), o monólogo traria um mix de esquetes, todas roubadas de outras peças. As datas estão entreabertas, mas as apresentações acontecerão em novembro ainda deste ano.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Marina no show da Black Rio


No domingo (28) acontecerá no Shopping Anália Franco (SP) o show da Banda Black Rio. O show ocorrerá ao 12:00h na área de eventos, e trará vários sucessos da banda. O show contará com a participação especialíssima da cantora Marina Lima.

ela fala de sua participação no evento na área blog de seu site oficial.

transcrevo o que diz a cantora:

Domingo agora, canto como convidada da Banda Black Rio em São Paulo. A BBB é do meu querido William Magalhães, com quem toquei por vários anos; juntos criamos alguns riffs, arranjos, e músicas que adoro e que são bem significativas no meu trabalho. Provavelmente atacaremos umas 3 ou 4 dessas. Irei me concentrar nisso por esses dias….

estou aqui.

beijo pra vcs.

Marina.

Topa uma Picnic sábado à noite?


Topa um picnic no sábado à noite? Mais especificamente em São Paulo, no HSBC Brasil (antigo Tom Brasil) às 22:00h.

Sim meus caros amigos, depois de ter seu material de turnê roubado, a rockeira sessentona Rita Lee volta aos palcos para das continuidade à turnê Picnic estreada em janeiro deste ano, com algumas muitas apresentações no Canecão (Rio de Janeiro). O show comemora os 40 anos de carreira e os 60 de vida da roqueira.

No repertório estão sucessos como
"Flagra", "Jardins da Babilônia", "Lança Perfume", "Ovelha Negra", "Mutante", "Saúde" dentre outros. Há também o rock inédito, "Tão", e a nova interpretação de "Vingativa" (canção lançada no primeiro LP do grupo As Frenéticas). Há também versão para "I Want a Hold Your Hand", do Beatles. A música virou "O Bode e a Cabra".

O show ocorre nos dias 26 (sexta) e 27 (sábado) de setembro. Vale aguardar!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Vem querendo ser feliz!


Sabe aqueles dias em que TUDO dá errado na sua vida? Pois então, eu acordei pensando que hoje seria um dia desses... me enganei tremendamente!!!! Quando você pensa que nada pode piorar, sempre piora... mas quando você pensa que nada pode melhorar, sempre melhora! E assim seguiu meu dia! Tive prova de física, nada difícil, até fácil... acho que me saí bem! Aprendi a jogar aquele bendito jogo Três Marias (que tá voltando a ser febre entre a nossa tão difamada juventude), enfim, foi um dia opáco! Cheguei em casa correndo (como de costume), comi correndo (como de costume) e lá fui eu para minha aula de teatro (correndo, claro!); Fui morrendo de medo pois nossa apresentação havia acontecido no domingo e, apesar do sucesso que tivemos, ficou um clima meio estranho (eu achei) na volta! Mas hoje as barreiras foram quebradas, tudo saiu tão perfeito, saiu como o som de Tim Maia, sem erros (a única música que me vinha à cabeça era "Feliz" da Maria Rita)! Na aula tivemos dinâmicas, leitura de diário de bordo (este realizado pela Janaína Moreno - que causou grande efusão pelo belo texto - , o da semana que vem fica a cargo da minha irmãzinha querida, Mayara Mayumi), lemos o poema "Sim, Sei Bem", do nosso queridíssimo Fernando Pessoa. Enfim, entre dinâmicas (me machuquei em uma rs) e brincadeiras tivemos uma aula divertidíssima, mas foi o final dessa aula que marcou! A minha volta com minha filha Daniela! Acho que a maior beleza do dia foi isso, tanto que nem me irritei quando cheguei em casa e não tinhamos luz... um breu total, mas nem me irritei! Um dia feliz e muito proveitoso!

Venham todos querendo ser felizes!

sábado, 20 de setembro de 2008

Taviani mostra parceiria com Zélia em show


Apesar de diversas tentativas de compor uma canção com a colega Ana Carolina (todas frustradas), Isabella Taviani foi mais feliz ao tentar (e conseguir) compor com a colega Zélia Duncan. A canção "Melhor nem Dizer" entrará na segunda fase de apresentações do show Diga Sim, o qual reestréia com duas apresentações marcadas no Canecão (Rio de Janeiro) nos dias 03 e 04 de outubro de 2008. A primeira das apresentações, no dia 03, contará com participação especialíssima de Zélia para entoar (junto com Isabella) a inédita canção. Vale aguardar!

Álbum inédito de Zeca terá adesão de Donato


Com lançamento agendado para 26 de setembro (próxima sexta-feira), o novo álbum de Zeca Pagodinho - Uma Prova de Amor - traz a inusitada participação do pianista João Donato na faixa "Sambou, Sambou...", faixa da lavra do próprio Donato com João Melo. O disco ainda tem intervenções de Jorge Ben Jor e Velha Guarda da Portela.
Puxado pela faixa-título, o disco teve a produção de Rildo Hora e apresentará inédita composição de Monarco com Mauro Diniz (
"Não há mais Jeito") e dois novos sambas de Zeca em parceiria com Arlindo Cruz (como "Sempre Atrapalhado", tema composto e gravado para integrar a trilha da novela global A Favorita). O disco inclui ainda samba de Luiz Carlos da Vila e parceiria de Almir Guineto com Dudu Nobre. Eis as faixas do disco Uma Prova de Amor, ora editado pela Universal Music:

1. Uma Prova de Amor
2. Não Há Mais Jeito
3. Normas da Casa
4. Se Eu Pedir pra Você Cantar
5. Falsas Juras / Pecadora / Esta Melodia
- com Velha Guarda da Portela
6. Esta Melodia
7. Que Alegria
8. Eta Povo pra Lutar
9. Ogum - com Jorge Ben Jor
10. Terreiro em Acari
11. Sincopado e Ensaboado
12. Sujeito Pacato
13. Então Leva
14. Pra Ninguém mais Chorar
15. Sempre Atrapalhado
16. Sambou... Sambou - com João Donato

O DVD de Bethânia e Omara


Tá aí a capa do novo DVD de Maria Bethânia. O DVD Omara Portuondo e Maria Bethânia ao vivo (capa ao lado) é o novo projeto da menina de Santo Amaro da Purificação (Bahia) com a cubana Omara Portuondo. O DVD foi gravado ao vivo em duas apresentações no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. O DVD é o registro do show estreado pelas cantoras no mês de março no Canecão, Rio de Janeiro. O DVD tem lançamento previsto para dia 10 de outubro, mas a pré-venda já é feita em sites como a Saraiva Virtual, vale o registro!

O roteiro do DVD:

1- Cio da Terra
2- Cálix Bento

3- Gente Humilde

4- Partido Alto

5- Arrependimento

6- Negue

7- O Ciúme

8-Doce/A Bahia te Espera

9-Escandalosa

10-Cubanacan

11-Tal vez

12-Veinte Años

13-Mil Congojas

14- Nana Para Um Suspiro

15- Dos Gardênias

16- Lacho/Drume Negrita

17-La Sitiera/Guantanamera

18- Canto do Pagé/Três Golpes

19- Você

20- Marambaia
21- Caipira de Fato/El Amor de Mi Bohio

22- Havana-me

23- Para Cantarle a Mi Maior

24- Começaria Tudo Outra Vez

25- O Que Será

26- Palabras/Palavras

27- Guantanamera

28- Marambaia

O humor de Chico Anysio!

Pra matar a saudades do verdadeiro humor de bom gosto e (realmente) engraçado! Abaixo o vídeo do Chico Anysio no programa do Jô! Maravilhoso!


video

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Dona Canô completa 101 anos


Gente, eu me desculpo publicamente! Eu falei aqui do aniversário da Marina Lima (17) e do da Miriam Druwe (18), mas esqueci de falar de um dos aniversários mais belos da história de Santo Amaro da Purificação (BA), o de dona Canô. Mãe de Maria Bethânia e Caetano Veloso, dona Canô completou na terça-feira 16 (!!!!!!! - olha o atraso) 101 anos de idade.

Transcrevo aqui a matéria do G1 Brasil:

Claudionor Veloso, conhecida como Dona Canô, completou 101 anos nesta terça-feira (16). Como tradicionalmente faz, ela começou a celebração da data com um café-da-manhã em sua casa, em Santo Amaro, na Bahia. Ela é mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia, além de outros seis filhos. Os dois mais famosos devem marcar presença ao longo do dia. Uma missa será celebrada para comemorar o aniversário. "Não mereço tanto. Não sei quantos anos eu ainda tenho pela frente, mas o que Deus quiser está de bom tamanho. Estou feliz porque minha família está aqui, meus filhos, netos e bisnetos" (Foto: Edgar de Souza/G1)


VIVA DONA CANÔ!!!!!!!!

Uma história que precisa ser conhecida


Eu estava no blog da Zizi Possi quando eu, lá, li essa matéria impressionante a qual transcrevo a vocês! De ladrão de carros à anjo da guarda!



Ladrão devolve carro furtado ao encontrar criança no banco de trás
Do UOL Notícias

Um ladrão chamou a polícia ao perceber que, no banco de trás do veículo que havia furtado, dormia um menino de cinco anos, durante a madrugada de hoje, em Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Segundo informações do portal Zero Hora, ele ligou para a Brigada Militar informando onde abandonaria o carro.

O veículo pertencia a um casal que, segundo o Zero Hora, estavam em um bar na hora do furto. O policial que atendeu à ocorrência chegou a afirmar que o ladrão teria reclamado da irresponsabilidade do casal. "Ele ligou com um tom de indignação pelo absurdo da criança estar sozinha dentro do carro àquela hora", afirmou Cláudia Crusius, delegada do 2º DP, onde o boletim de ocorrência foi registrado.

O ladrão furtou o veículo, um Monza azul 1983, por volta das 2h, no centro de Passo Fundo. Ao perceber a presença do menino, ele ligou para o 190 e informou que deixaria o carro na Rua 7 de Agosto, 488, no bairro Operário. No boletim de ocorrência não consta que o ladrão tenha levado algum objeto de dentro do veículo.

Quando a Brigada Militar encontrou o Monza, o garoto ainda estava dormindo. O carro estava com documentos vencidos e acabou guinchado. O menino foi levado para Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento e a mãe foi chamada a se apresentar às 10h no Conselho Tutelar.

A polícia ainda não encontrou o ladrão. "A princípio, vamos ter que apurar a situação. Mas, pelo insólito da situação, eu já adianto que não vou pedir a prisão", disse a delegada.

Marisa lança inédita para divulgar DVD.


Como já de costume, Marisa Monte lançou um single para divulgar seu próximo trabalho. A cantora sempre costuma lançar alguma canção carro-chefe de um trabalho como single, e não foi diferente dessa vez. A gravação ao vivo da música "Não é Proibido" (Marisa Monte/ Seu Jorge/ Dadi) foi a escolhida para puxar o lançamento do DVD Infinito ao meu Redor, que será lançado no final de outubro. O DVD registra o (belíssimo) show Universo Particular (espetáculo estreado em 2007 e assistido por mais de 208 mil pessoas no Brasil, Argentina, Estados Unidos e Europa) de forma documental e traz takes do processo de gravação dos discos Universo ao Meu Redor e Infinito Particular (discos que deram origem ao show). O DVd também trará imagens de bastidores e imagens de fãs na platéia, todos eles identificados. Vale aguardar.

Com força, fé e bom gosto Miriam chega aos 43


Bailarina, coreógrafa e diretora, Miriam Druwe (foto à esquerda) completou no dia de hoje (18/ setembro/ 2008) seus 43 aninhos de idade. A bailarina contemporânea estreou no dia 17 de maio deste ano seu novo trabalho, o Lúdico, pela Cia Druw (a qual dirige). Sua excursão pela música sempre foi um dos ápices de seu trabalho (aos 8 anos de idade teve passagens pelo violino e piano).

No início do ano o prêmio Formento de Arte concedeu à Cia Druw uma verba, esta destinada ao projeto Lúdico, o qual reuniu no Educandário Allan Kardec (Interlagos) alunos de diversas escolas. O projeto deu origem ao espetáculo Formas Poéticas (estreado em julho no Teatro Humboldt). Miriam aniversariou hoje cercada de carinho, amizade e trabalho, já que o festival Criança faz Arte abrigará também o espetáculo Formas Poéticas numa apresentação de 10 minutos na Galeria Olido (São Paulo).

Miriam construiu sua carreira em cima da arte, sempre visando a dança contemporânea (sua paixão).


Enfim, com força, fé, bom gosto, coragem e paciência Miriam chegou mais viva que nunca aos seus 43 aninhos (representados com uma velinha de 18).

Parabéns...

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Gata todo dia, Marina chega aos 53!


"O tempo não passa, ele apenas vai e volta!"

Assim disse um pensador americano, o qual não vou lembrar o nome nem por decreto do Espírito Santo, ele dizia num livro que o fato do tempo passar não deve ser visto como um fardo mas, sim, como uma bênção, pois o tempo jamais passa, ele simplesmente vai e volta! Vai para alguns e volta para outros, mas daí são outros 500.

Por que eu estou fazendo tantas citações? Para apresentar a homenageada da noite... a gata todo santo dia, a mulher fullgás, mulher fatal! MARINA LIMA!!!!!!!!!!

Hoje (17/ setembro/ 2008), Marina completa 53 aninhos (com rostinho de 40 - assim disse minha mãe hoje rs).

Mas então, aos 53 anos de idade (e 29 de carreira), Marina fez muito pela música brasileira e fez muito na vida de muitos de nós. Atire a primeira pedra quem nunca ouviu versos como
"meu mundo você é quem faz, música, letra e dança!", ou então "as coisas não precisam de você, quem disse que eu tinha que precisar?", ou mais precisamente "essa noite eu quero te ter toda se ardendo só pra mim!". Sim, esses são versos que já embalaram (ou embalarão) nossas vidas de alguma forma estranha, porém deliciosa! Marina iniciou sua carreira em 1978, quando a canção "Meu Doce Amor" foi gravada por Gal Costa em seu LP Caras e Bocas, já em 1979 Marina lança seu primeiro disco, o ótimo Simples Como Fogo, já fazendo barulho. Mas é em 81 (quando lança seu segundo disco, o Olhos Felizes) que sua primeira canção estoura nas rádios, a canção "Nosso Estranho Amor" (Caetano Veloso), gravada ao lado de Caetano. Em 84 cai nas graças do grande público com o (ótimo) disco Fullgás, torna-se um ícone da música pop da década de 80. Na década de 90 torna-se uma referência dentro da música brasileira e internacional com discos como Marina Lima (1991) - onde assume o sobrenome Lima - , O Chamado (1993) - disco que ganhou uma versão para o mercado estrangeiro com o nome de A tug on the Line - , Abrigo (1995), Registros à Meia-Voz (1996), Pierrot do Brasil (1998). ainda na década de 90 cai numa forte depressão a qual, diferente do que muitos pensam, não durou 4 anos, mas 1, ficando desde 1995 sem fazer nenhum show. Em 2000 volta à estrada com o show Síssi na Sua e, ainda em 2000, lança disco ao vivo com o nome do show. Mas nem tudo são flores, Marina também se equivocou na carreira, como lançar um disco de fracas inéditas no ano de 2001, é o caso do esmaecido Setembro; Ainda nos equivocos da vida Marina caiu nas "garras' da mídia popular e lança inapropriado (porém belíssimo) Acústico da série MTV. Mas em 2005 Marina volta às boas e estréia o (ótimo) show Primórdios no Auditório do Ibirapuera, ganhando prêmio de melhor show de rock da noite paulista. O show gerou o maravilhoso disco Lá nos Primórdios (2006), o qual teve o show registrado em DVD em novembro de 2006, porém nunca lançado!. Em 2007, Marina caiu na estrada com a turnê Topo Todas Tour, a qual se alastrou até meados desse ano. No dia 05 de setembro Marina estreou novo show, o Marina e Trio em Concerto, revivendo alguns sucessos e lados B da carreira da gata (é o caso de "Maresia", "O Chamado", "Carne e Osso" dentre outras).

E, nesta data querida, a gata todo dia completa seus 53 aninhos de idade. Marinoca, felicidades, tudo de bom, paz, amor, harmonia, saúde, sucesso, talento, grana... tudo de melhor pra ti!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Fãs produzem, dirigem e editam DVD amador de Madonna.


Gravado, produzido e dirigido por fãs, o DVD amador que registra o show da promo-tour do disco Hard Candy, de Madonna, está à venda pelas lojas virtuais. O DVD, intitulado Hard Candy - Live from New York (capa ao lado), registra a passagem da promo-tour no Rosleand Ballroom em Nova York. O DVD contêm menu interativo, tem 67 minutos de duração e está à venda nas lojas virtuais pelo preço de R$ 39,90.

eis o roteiro do DVD

1- Candy Shop
2- Miles Away
3- 4 Minutes (participação especial de Justin Timberlake)
4- Hung Up
5- Give 2 Me
6- Music

EXTRAS:

1- Video-clip: "4 Minutes"

2- Especial "Hard Candy".


pode ser achado no site oficial dos fãs

domingo, 14 de setembro de 2008

Timberlake pode participar do show de Madonna no Brasil.


Sim, atenção aos fãs de Justin Timberlake que assistião ao show da rainha do pop Madonna. O cantor foi convidado e poderá participar da passagem da Sticky & Sweet Tour por São Paulo, nas três noites. Timberlake participou da produção do último álbum da cantora, o Hard Candy, e também colocou sua voz em "4 Minutes" e "Voices". Enfim, a vinda dele ainda está entreaberta, mas poderá rolar. Aguardar...

Terceiro Cd solo de Beyoncé em novembro.


Com título decidido, porém ainda não divulgado, o terceiro álbum solo da americana Beyoncé Knowles já tem data para chegar às lojas dos E.U.A: 18 de novembro de 2008. Antes, em 7 de outubro, duas faixas do disco, "If i Were a Boy" e "Single Ladies", já poderão ser ouvidas nas rádios e nos novos canais digitais. A cantora está envolvida na produção e na composição das faixas do Cd, que conta com a participação de Justin Timberlake. O Cd terá distribuição mundial pela Sony & BMG e chega ao Brasil ano que vem.

Zeca, Bibi, Ed e Ivete no 'Álbum 2' de Hime


Onze anos após a edição de Álbum Musica (1997), com reedições de suas 18 canções mais expressivas na voz de outros cantores, Francis Hime volta aos estúdios para a edição do segundo volume do belo projeto. O Álbum Musical 2 agregará 15 regravações e trará nomes como Ivete Sangalo, Bibi Ferreira, Ed Motta, Zeca Pagodinho, Simone, Mart'nália, Adriana Calcanhotto e Luiz Melodia. O Cd apresentará regravações de canções (bem) menos conhecidas, é o caso de "Um Carro de Boi Dourado" (parceiria de Hime com Gilberto Gil), a canção será puxada pela voz de Lenine. Há também "Lindalva", interpretada por Moska com o verso original "nusinhos em pêlo", na época proibido pela censura. Eis a relação doas 15 canções do disco:

1- Amor Barato - Zeca Pagodinho
2- Quadrilha - Ivete Sangalo
3- Um Carro de Boi Dourado - Lenine
4- Saudade de Amar - Adriana Calcanhotto
5- Maravilha - Simone
6- Coração do Brasil - Joyce
7- Lindalva - Moska
8- Promessas, Promessas - Teresa Cristina
9- Mariposa - Mônica Salmaso
10- Grão de Milho - Renato Braz
11- O Tempo da Flor - Olívia Byington
12- À Meia-Luz - Ed Motta
13- O Rei de Ramos - Luiz Melodia
14- Pau Brasil - Mart'nália
15- Viajante das Almas - Bibi Ferreira

A poesia das formas pela lente antenada da Cia Druw



Resenha de espetáculo de dança
Título: Sarau de Primavera – Formas Poéticas
Local: Auditório Ilza Cintra – Educandário Allan Kardec – São Paulo (SP)
Direção: Miriam Druwe
Elenco: Vários
Data: 13 de setembro
Cotação: ***


“Tudo começa com um ponto”, e, com a propícia fala de Daniela Oliveira se inicia o espetáculo Formas Poéticas. Estreado no mês de julho no Teatro Humboldt (São Paulo), o espetáculo chegou ao Auditório Ilza Cintra, na noite de 13 de setembro, mais azeitado.
Num mix de formas, o show abrigou, dentre outros, o street-dance, a dança contemporânea, tudo interligado (de forma visceral) ao teatro.
O espetáculo foi aberto com percussão corporal, onde todos os componentes (já em palco) iniciaram uma batida diferente que parava sucessivamente para que fossem pronunciadas as falas dos componentes do teatro. Um dos pontos mais altos foi à fala coletiva, citando o texto-canção "O Ponto" de Bruno Cavalcanti que, aliás, foi o percussor da canção, impondo sua potente voz que, aliás, desde o espetáculo O Circo (em que cantava canções de Noel Rosa, Ary Barroso, Caetano Veloso e Dolores Duran) não perdeu o viço.
Por falar em ponto alto, a iluminação foi um dos ápices da noite, o jogo de luzes realizado no set de street dance impressionou (mesmo com a pequena falha técnica do som que serviu como uma prova de fogo, valeu). Entre passos e falas (mais passos que falas), o espetáculo seguiu linear, porém (ainda) um pouco frouxo, como em tempos dos mais jovens, dando a impressão de “mal ensaiado”, impressão essa que sumiu logo no set seguinte, onde as cores tomaram o palco, o azul e o verde (as core vermelha e amarela apareceram na primeira parte do espetáculo), após o encerramento da cor verde (as cores eram representados por tecidos, sempre bem manuseados pelos seus respectivos “donos”) o set intitulado “rolamento de maiores” obteve autos e baixos (mais autos que baixos), foi perceptível o rosto de temor em alguns tempos, mas nada que tirasse o brilho do espetáculo que, do começo ao fim, foi muito sedutor (inclusive certos barulhos de coxia, que geraram uma curiosidade boa no público que – não – lotou o Auditório Ilza Cintra). O set mais psicodélico foi o que uniu no palco as garotas vestidas de borboletas gigantes, um primor. O final foi o mais belo possível, o quadro formado no palco para encerrar o espetáculo deu um tom abstrato (não por acaso o homenageado da noite foi o russo Wassily Kandinsky, o qual introduziu nas telas orientais a pintura abstrata), onde, ao fim, era escrito o nome Kandinsky no ar (cena herdada do espetáculo Lúdico, da mesma companhia). Enfim, apesar de meio frouxo, o espetáculo tem tudo (e mais um pouco) para ser um dos melhores pela noite (ou dia) paulistano. Vale ser visto.


Destaques:

As garotas vestidas de borboletas que deram ao espetáculo um tom psicodélico;
O segundo destaque deu-se aos falantes. As pessoas que deram o set teatral ao espetáculo.

Cena por cena, as formas tornaram-se mais poéticas.

O sucesso das "Formas Poéticas"


Após bela estréia realizada em julho no Teatro Humboldt, nós voltamos à estrada. O espetáculo Formas Poéticas foi reestreado na noite de 13 de setembro de 2008 no Auditório Ilza Cintra (localizado dentro do Educandário Allan Kardec). Foram duas apresentações, a primeira foi após o pré-arte das crianças (que agregou balet e dança contemporânea - os que eu vi) e a última foi no final do evento intitulado Sarau da Primavera. Minha amiga Denise Roque esteve por lá e fez a crítica do espetáculo, Denise tinha uma coluna na Folha de São Paulo na década de 90 e hoje é crítica de arte do jornal do Brasil no Rio de Janeiro. Obrigado linda.

domingo, 7 de setembro de 2008

Vai, vai, vai começar a brincadeira


"Vai, vai, vai começar a brincadeira/ E a charanga tocando a noite inteira/ Vem, vem, vem ver o circo de verdade..."

O trecho da canção acima tem um significado, assim como a foto. Na imagem acima temos a atriz Marlene Oliveira caracterizada de arlequim na peça Estado Gasoso. Bem, como eu disse no post que se referia ao encerramento da temporada da peça no Auditório Ilza Cintra, Marlene deixou a Cia. das Artes Monteiro Lobato e deixou de representar seus três papíes, o palhaço, a rainha Mantenon e Jurandir Campos. Bem, acontece que no dia 18 de outubro a peça será apresentada na cidade de Palmital (SP), e será por lá mesmo que acontecerá minha (provável) estréia como o novo arlequim da abertura.

A peça ainda percorrerá em novembro para única apresentação na cidade Monteiro Lobato (SP).

E vai começar a brincadeira, a minha brincadeira!

Palhaços e Arlequins
(Bruno Cavalcanti)

Correria todo dia,
Um pouco de calor,
É a vida, alegria,
Com ou sem amor
Eles devem entrelaçar sua arte e a mão vazia,
Todos devem encontrar a mais fina poesia
Que na vida não se é tão límpida quanto deveria,
Mas no amor se desfaz como uma alegoria.
Mas os palhaços e os arlequins
Não vivem vidas tão ruins,
São novidades interessantes,
São imagens, todos amantes da arte.
Eu quis cantar minha canção iluminada de sol
Soltei os panos sobre os mastros no ar
E foram tigres e leões nos quintais,
Tudo isso com amigos e afins,
Todos eles, palhaços e arlequins.

Roberta mostra boa inédita para um Canecão lotado


Roberta Sá (foto) apresentou, na noite de 3 de setembro - quarta-feira - , para um Canecão simplesmente lotado uma nova canção, a (boa) inédita "Agora, Sim" faz parte do roteiro da versão ampliada do show Que Belo Estranho Dia pra se ter Alegria que aportou na tradicional cervejaria carioca para uma nova estréia. Em 17 de julho do ano passaod Roberta já havia subido no palco da casa para apresentar show dividido com seu parceiro Rodrigo Maranhão. Que Belo Estranho Dia pra se Ter Alegria apareceu renovado, com a adesão de canções como "Novo Amor" (apresentada no Circo Voador) e "Samba do Balanço" (canção apresenada no primeiro show solo da cantora, o Braseiro, porém nunca gravada por Roberta). Com cenário de Gringo Cardia e Gigi, o show deverá ser gravado até o final de 2008 para gerar um DVD. O roteiro do show também conta com canções como "Samba do Amor e Ódio" (ótima parceiria de Pedro Luís com Carlos Rennó), "Girando na Renda", "No Braseiro", "Alô Fevereiro", dentre outras. Vale aguardar.

sábado, 6 de setembro de 2008

O Fim um dia chega... ele chegou!


Pois é, como vocês bem sabem tudo o que é bom se acaba! Todo prazer tem data contada, todo carnaval tem seu fim! E não foi diferente nesta noite. Quem estava lá prestigiou e teve a chance de ver o sucesso que foi a última das 4 apresentações da peça Estado Gasoso no Auditório Ilza Cintra (Educandário Allan Kardec). Com público receptivo e situações mais que engraçadas costuradas às cenas, a peça conseguiu atingir um patamar que, talvez por ser encerramento, não atingiu em outras. Com algumas apresentações frias, outras calcadas pela tensão de estréia e outras calcadas pela recepção pouco acolhedora do público, a última apresentação chegou no ápice da perfeição. Não quer dizer que não houveram erros, sim houveram, porém erros minimalistas que, perto dos acertos, eram imperceptíveis! Destaques da noite, Isabel Tropardi e Mário José Cutolo ganharam a noite e o público (que parecia bem mais receptível à peça).

O que marcou a apresentação foi a despedida de Marlene Oliveira, a qual terá de abondonar o grupo.

Enfim, o sucesso foi muito e mutuo... aqueles que viram espero que tenham gostado, e os que não viram... sinto muitíssimo!

Por que as mulheres também não podem ter a sua sauna gay?


Então, acho que foi na quarta ou na quinta-feira que eu entrei na internet, entrei no meu orkut, na comunidade Marina Lima e, como a alguns tempos eu tinha andado sem tesão pelo trabalho dela, mas as novidades chegaram... nós que esperávamos por acontecimentos tivemos (parte) da nossa sede saciada! Bem, como todos (ou alguns) sabem Marina lançará até o final deste ano o DVD que registra o show Primórdios, considerado pela crítica o melhor do ano de 2005. O show foi captado em novembro de 2006 no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo, e até agora nós fãs aguardamos ávidos por notícias, bem, tivemos notícias, o Auditório do Ibirapuera deu-nos o gostinho de um pouquinho do DVD e colocou no site do youtube cenas do tão maravilhoso show.

Mas, além do DVD, Marina lançará no início do ano que vem um livro com título de Entre as Coisas, a cantora estreou na noite de 05 de setembro (sexta) um novo show, o Marina e Trio em Concerto na casa Tom Jazz em São Paulo. E, além de tudo, já está no ar o site oficial da cantora cheio de novidades, fotos, agenda... etc.

Enfim, Marina é Marina, ela conseguiu de novo... "eu tenho febre, eu sei, é um fogo, leve que eu peguei".

* Aliás, o título remete à uma canção da Marina gravada em seu último disco, o ótimo Lá nos Primórdios (2006), a música chama-se
"Anna Bella" e, para os interessados, eis a letra:


Anna Bella
(Marina Lima/ Antonio Cícero)

Lá nos primórdios de tudo
Anna Bella me falou
Que não se pode amar sem ser amado, isso não senhor

Isso é verdade, contudo
Perguntei a ela então
Se o que acontece não segue a regra
Será a vida em vão?

Ela riu e disse é hora de salto mortal
Salto vital, sobre a cidade, a burrice e o mal.

Eu vi no mapa do mundo
Que Anna Bella desenhou
Que a região do desejo não é exatamente a do amor

Já que é assim me pergunto
Uma coisa que pensei
Por que as mulheres também não podem ter a sua sauna gay?

Ela riu e disse é hora do salto mortal
Vital, sobre a cidade, a burrice e o mal

Nada é tão simples no mundo
E isso no fundo é melhor
Sempre é de novo a primeira vez
Que encontro o meu primeiro amor

Por tudo Anna Bella te digo
Que bom mesmo é conhecer
Gente bacana e estimulante
Bem assim como você
Parecida com você
Igualzinha a você.

O DVD multicolor de Maria Rita


Eis a capa multicolorida do DVD que registra o (bom) show Samba Meu de Maria Rita, captado em apresentação fechada na casa Vivo Rio (Rio de Janeiro). Em apresentação calorosa, Rita contagiou o público jovem que (super) lotou a casa carioca. O público, jovem, cantava todas as canções em coro incansável e efusivo, efusão essa que, se captada pelo diretor Hugo Prata, gerará ótimo DVD. Aliás, gostando-se ou não de Maria Rite (ou você gosta ou odeia), é impossível negar que neste seu terceiro trabalho, o Samba Meu, a cantora cortou de vez o cordão umbilical que sempre a prendeu à imagem de sua mãe Elis Regina. Agora o público de Maria não é mais o público de Elis, é público conquistado pelo próprio mérito. Valeu Maria!

Por isso eu corro demais!


É, sumi mas estou de volta (acostumem-se). Na verdade eu aparecia por aqui, mas o cansaço falava mais alto e eu resolvia nem aparecer, mas enfim... o filho pródigo sempre retorna ao lar e cá estou eu... vamos às novidades?

Sim, cheguei aos 40 anos, claro que aos 40 anos emocionais, meus 15 aninhos de idade continuam bem conservadinhos até ano que vem (quando eu completo 16), mas minha analista disse-me os eguinte: Bruno, agora aos 15 anos você já tem que começar a arrumar suas mini-gavetas, porque quando os 40 chegarem vai ser num baque só. A crise vai vir!

É, parece que a crise resolveu se adiantar uns 25 anos mais ou menos. Essa semana foi uma semana de reflexão, de escolhas... nesta semana eu escolhi amizades, revi antigas histórias de amor, encerrei assuntos inacabados que a muito me irritavam, decidi que vou parar de tomar tanto café (sou viciado!). Decidi que vou aprender a falar línguas européias (já domino o italiano e arranho bem um espanhol), vou sofrer menos por algumas coisas e vou dar mais importância a assunstos que, na minha cabeça, pareciam mínimos.

Bem, este ano é minha despedida de muitas coisas: da arte, de alguns amigos muito queridos (Mayara, Janaina, Fernanda, Dani, André, Isa, Annelise, Miriam, Terena), de assuntos inacabados, etc, etc, etc... mas de uma coisa eu não vou me despedir.. de mim! Muito antes pelo contrário, eu estou começando a me encontrar, a me achar tanto artisticamente (só tenho mais 3 meses para concluir o ciclo) quanto pessoalmente (a procura começou). Bem... infelizmente este ano eu me despeço de Bruno Cavalcanti e dou olá à um outro eu... só resta eu descobrir tal "eu".

E é por isso que eu corro demais.