domingo, 10 de abril de 2011

A volta de Marina Lima


Desde 2001 os fãs ouvem a frase "Marina Lima está de volta!", no entanto o grande público só foi se dar realmente conta de seu retorno em 2005/ 2006 quando a cantora embarcou na mega produção Primórdios que gerou um grande espetáculo apresentado no eixo Rio-São Paulo e um Cd com ótimas canções inéditas. Em 2007 Marina voltou ao gosto do grande público qundo a canção "Difícil" emplacou na trilha da novela Paraíso Tropical e quando a cantora embarcou em turnê nacional com a muito bem sucedida Topo Todas Tour. Mas a ideia aqui não é traçar um roteiro da carreira de Marina na última década, mas sim expôr minha felicidade quanto a ela.

Acontece que tive a chance de assistir à gravação do programa Grêmio Recreativo do Arnaldo Antunes (exibido pela Mtv) na última quarta-feira. O programa contou com a participação de nomes como Pepeu Gomes, Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e nada menos que Marina. Assisti a passagem de som e tive a chance de conferir o que ia rolar. O som ainda estava sendo ajeitado, eles preparavam últimos detalhes de arranjo, enfim, coisas básicas. Pulando toda a parte técnica o show começou em torno das 22:30 e Marina subiu ao palco em torno das 23:15. Eis aí o tema do post. Os últimos vídeos que tive chance de ver dela mostravam uma cantora de voz frágil e um tanto melindrosa (principalmente no programa Ensaio), no entanto na gravação do Grêmio Recreativo vi uma cantora de voz firme, não um vozeirão (até porque ninguém, em toda a carreira da Marina, esperou grandes arroubos vocais seus), mas uma voz extremamente confiante e com uma vida que não tinha tido a chance de ver ainda. E o melhor foi quando ML apresentou a inédita (para o público desatento, lógico) "Não me Venha mais com Amor". A casa veio abaixo e o público literalmente urrava por sua volta. Fui embora sem ver o fim do show, mas o fato é que minha emoção não foi pouca. Ver ali toda aquela gente gritando por ela, por sua música, por seu som, como em tempos áureos que voltaram (estão voltando aos poucos). Sua foto em capas de revistas, o anúncio de seu novo disco literalmente badalando o meio musical, todos querendo saber do que se trata. A felicidade de ver uma cantora que tanto batalhou para mostrar que seu talento e sua classe não têm limites ser recompensada por tanta luta é inenarrável. Finalmente Marina está de volta, mas está de volta como merece: como a diva pop brasileira que sempre foi! Não tem mais pra ninguém, Marina vem aí pra badalar! E viva Marina!

3 comentários:

priscila toller disse...

Q venha o CLIMAX

Anônimo disse...

Pq não ficou até o fim do show?

Bruno BC disse...

Por causa do adiantado da hora, eu não tinha como ir embora depois e não sabia que a Marina ficaria até o final também...