quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Gisberta - Resultado de um Fanatismo Hipócrita


People, em 2006 ocorreu um caso terrível em Portugal, do qual só tomei conhecimento hoje, 3 anos depois. O caso da transex Gisberta, assassinada por 13 jovens na cidade de Porto (Portugal). O (ou a? Prefiro a) transex de 45 anos vivia em Portugal há exatos 14 anos e era um completo sucesso nas boates de Porto. Os shows eram para que Gisberta conseguisse dinheiro para a mudança de sexo. Os 13 jovens pertenciam à Oficina Católica São José. Acho que nem preciso dizer o porquê desse ato insano e tão desumano, não é? Intolerância e fanatismo! Gisberta foi espancada, abusada sexualmente e jogada dentro de um poço, onde morreu afogada. Ela era um dos grandes sucessos da noite lusitana em Porto. Os 13 jovens foram julgados, 1 deles foi condenado a ridículos 11 MESES de prisão, enquanto os outros 12 foram simplesmente liberados e isentos de qualquer acusação pelo fato de serem menores de 16 anos (pasmem, eles tinham entre 13 e 16 anos), sendo que o mais velho (julgado e condenado) tinha apenas 16 anos. Em homenagem a essa pessoa que era adorada por onde passava, a Parada do Orgulho Gay da cidade de Porto dedicou o ano de 2006 a sua memória. O caso teve repercussão em outros países da Europa, como França, Itália, Holanda, Inglaterra, Grécia, Alemanha, Bélgica, Espanha e na Áustria. O compositor Pedro Abrunhosa fez uma das mais belas canções já compostas, em homenagem à memória de Gisberta. “Balada de Gisberta”. Eu tive contato com essa canção pela voz da maravilhosa Maria Bethânia que, em seu novo show, Amor, Festa e Devoção, interpreta essa linda canção de forma magistral. A letra é forte e os arranjos marcantes.

Agora entrarei num ponto de vista muito meu! A intolerância social e o fanatismo que algumas pessoas têm por essa intolerância (pregada, desculpem-me os católicos, mas é verdade, pela igreja católica) me enoja. Gisberta era muito querida e só foi assassinada tão brutalmente pelo simples fato de ser uma transex. Isso prova que seguir determinada religião não prova absolutamente nada do caráter de uma pessoa. Você pode ser espírita, evangélico, pode seguir o candomblé, ser wicca, ou o que quer que seja, que isso não vai definir seu caráter. Você, por si só, é quem define quem você é. A intolerância é burra! Prova apenas que você não tem inteligência o suficiente para notar que a diversidade está aí e ninguém pode mudar isso! Seja você heterossexual, homossexual, bissexual ou pansexual, não importa! O importante é saber respeitar aquilo que o outro tem a oferecer pro mundo. O preconceito é extremamente ridículo, mais ridículo é aquele que o ostenta como uma bandeira, se orgulhando de tê-lo no peito. Podem me bater, podem me xingar, podem me prender, podem até deixar-me sem comer, mas eu não mudo de opinião. Não gosto da igreja católica nem do que é pregado nela! É algo muito fútil e extremamente preconceituoso, sem contar que é de uma hipocrisia tremenda. O único papa que, guardadas as devidas proporções, mereceu e merece até hoje a minha admiração é João Paulo II. O Papa pop que, por mais pop que tivesse sido, proibiu o show da Madonna na Itália na época da Blond Ambition Tour. Bento XVI não merece minha admiração em nada. Venhamos em convenhamos que Angelina Jolie e Madonna fizeram coisas muito mais louváveis que ele (que simplesmente aumentou o número de pecados, que deixou de ser 7 para se tornar 12, extremamente desnecessário). Eu ainda acho que Bento XVI é um velhinho atrás de grana para pagar seus remédios geriátricos e por isso, e só por isso, se tornou papa. Aliás, só pra constar que Madonna e Angelina são duas mulheres que (junto à gente como Bono Vox) quer sim que a Terra seja um lugar mais agradável. Projetos sociais, vontade de ajudar e tudo o mais, isso eles tem! Enfim, Bento XVI, foda-se você! Mas é lógico que o Papa não é o único diabinho com asas de anjo não, people. Temos ainda o caso daqueles dois pastores da Igreja Universal que desviavam dinheiro público para que pudessem continuar com suas viagens deliciosas para o Caribe e outras cidades desse nosso mundo afora. Não vou nem entrar no mérito da Rede Record de Televisão. Pra eles a única coisa que digo é: prefiro a Rede Globo! Aliás, todos aqueles que dizem, gritam e esperneiam aos 7 ventos que a Globo é manipuladora só uma coisa: ela pode até manipular a cabeça de pessoas com miolos fervidos e um grau de inteligência abaixo da média, mas ao menos não manipula o dinheiro de vocês!

Bom, de qualquer forma essa briga de religiões pode durar uma eternidade. Não entrei no mérito wicca, candomblé ou espírita porque simplesmente não tenho nada o que dizer. Não soube de nada que me ofendesse tanto e me deixasse tão irado quanto essas últimas duas crenças que acabei de citar. O evangelismo e o catolicismo até são boas religiões, com seus cultos e santos, mas sempre vem o homem para acabar com toda a beleza que há e implantar essa droga que chamam de “livre arbítrio”. Madre Teresa de Caucutá teria vergonha (apesar de eu a conhecer muito pouco). Aliás, adoro Buda também e toda a religião Grega.

Bom, desabafo proferido! A canção da qual falei, Balada de Gisberta, está no post abaixo. Letra e vídeo. O vídeo é de Maria Bethânia na estréia nacional de seu novo show, Amor, Festa e Devoção, no mês de outubro de 2009 no Canecão (Rio de Janeiro). Deliciem-se.

2 comentários:

Isabel Cristina disse...

OLÁ, SUPER INTERESSANTE ESTE TEXTO, MAS SE ELES TINHAM PRECONCEITO, POR QUE PRIMEIRO ABUSARAM DELA, SERÁ QUE É POR CAUSA MESMO DE SER CATÓLICO, OU VONTADE DE SER QUEM NEM ELA?
QUANTO A JUSTIÇA, NÃO ME SURPREENDE, POIS AQUI NO BRASIL É A MESMA COISA.
BEIJOS

terradaspalmeiras disse...

Olá querido, pesquisando sobre esse triste caso deparei-me com teu blog e este desabafo teu, compreendo o teu sentimento de revolta diante dessa atrocidade, aliás, sentimento despertado em todos que trazem dentro de si o amor ao próximo, contudo me entristeces a visão generalizada que tens da religião cristã, baseada em fatos isolados. Existem milhares de pessoas nessas igrejas que vivem o que professam e que como você revoltam-se com a injustiça humana. eu sou evangélica e tenho valores baseados em princípios bíblicos, acredito que sabes do que falo, mas esses valores não tornam me desumana e como muitas outras pessoas que abarcaram a fé cristã luto contra toda forma de preconceito, pois pra mim respeitar o semelhante é um madamento bíblico. beijos e sucesso pra ti.