terça-feira, 13 de abril de 2010

Para Chico, Edu e Beatriz.


Broken Lines

(Bruno Cavalcanti)


Me deixa abraçar o teu corpo

Te esquentar no frio

Reviver o que há muito está morto.

Deixa eu desenterrar

O que nunca morreu.

Ah, essa matriz na encosta do teu nome

Grande fraqueza deste homem

Que pede ajuda a quem propor ajudar

E acredita no bem que fingem lhe dar.

Quero respirar o teu ar mais uma vez

E só uma vez a tua tez,

Teu olhar, tuas crises de amar.

E se a morte se desse num saudar

Morreria eu sem protestar.

Me ensina, sou seu aprendiz

Você, bela atriz

Me leva para sempre encantriz.

Um comentário:

Isabel Cristina disse...

Amei, amei, amei a poesia, qualquer dia vou rouba-la de ti!
Você também é poeta? E a foto é alguma formatura?
Bjos.