terça-feira, 15 de março de 2011

Enfadonho, “Esposa de Mentirinha” é mais do mesmo.


Quando se une Jennifer Aniston, Adam Sandler, um roteiro de Allan Loeb e Tim Dowling e um gênero como a comédia romântica só se pode ter uma certeza: mais do mesmo vem por aí. Esposa de Mentirinha é um filme previsível que tenta ser engraçado, mas é apenas risível. O talento de Sandler para a comédia e o carisma de Jennifer são inegáveis, no entanto o roteiro não passa de um bom tema mau explorado. As piadas são previsíveis, as personagens também. A única (grata) surpresa é a presença de Nicole Kidman (Devlin), que usa de todo o seu talento para levantar uma boa personagem, essa sim engraçada de fato.

O filme conta a história de Danny que, após ser magoado por sua noiva no passado, descobre a “mágica” de uma aliança no dedo e uma história bem contada. Quando se apaixona por Palmer e ela descobre que ele é “casado” coloca o relacionamento em risco. Danny então inventa uma ex-esposa e coloca sua fiel assistente Kathy na história, apresentando-a como Devlin, sua ex-esposa. Os filhos de Kathy também entram na mentira e todos voam para o Havaí para se conhecerem melhor (com o adendo de um primo chato de Danny). O fato é que Danny descobre que está apaixonado por Kathy e decide que quer ficar com ela no final das contas. Apenas previsível.

O filme é enfadonho, são poucas as partes em que a risada pode ser espontânea. Todas as piadas são fáceis e o roteiro sequer beira a genialidade da comédia. A única boa piada (na boca da filha mais velha de Kathy) não foi entendida pelo público (a garota se dizia triste e transtornada ao fazer uma alusão ao fato de a atriz Judi Dench jamais ter recebido um Oscar em sua carreira). Uma piada bem aproveitada, porém não entendida.

Enfim, Esposa de Mentirinha é um filme que pode até satisfazer os fãs de comédias românticas, mas vale mesmo é pela presença de Nicole Kidman e de Jennifer Aniston. Quem quiser assistir, por favor, não o assista dublado, porque se no original o filme não vale à pena, dublado é vergonhoso.

Cotação: **

2 comentários:

Beatriz disse...

Bruninho, você conseguiu acabar com toda a vontade que eu tinha de ver esse filme. Mas você me conhece bem, eu não faço o estilo comédia romântica né.

Quer uma comédia boa? O brasileiro De Pernas Pro Ar, dei altas risadas. :)
Fica a dica, beijões ;D

Bruno Cavalcanti disse...

Baby, não perca seu tempo, é terrível rs. "De Pernas pro Ar" assisti e ri muito, mas também não achei tudo isso, mas consegui me divertir rs. "O Cisne Negro" é a melhor pedida do ano até agora, acredite ;)

Bjãããoooo